Política

Conflito entre indígenas e Equatorial resulta em policiais reféns e carro em chamas

A área está em processo de demarcação pela Fundação Nacional do índio (Funai) desde 2014.

Na tarde dessa quarta-feira (17), indígenas do Povo Akroá Gamella, da Terra Indígena (TI) Taquaritiua, na região da Baixada Maranhense em Viana, atearam
fogo em um veículo da Equatorial.

De acordo com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), funcionários da Equatorial estariam tentando instalar postes e linhões dentro da Terra Indígena Taquaritiua. A área está em processo de demarcação pela Fundação Nacional do índio (Funai) desde 2014.

A ação teria causado conflito entre os indígenas e os funcionários da empresa, que tiveram o carro queimado.

De acordo com o conselho, policiais militares foram acionados e colocaram lideranças indígenas a força dentro da viatura da PM.

Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA) informou que a polícia foi acionada após os funcionários da empresa de energia terem sido feitos reféns e tiveram dois veículos queimados enquanto realizavam trabalhos na zona rural de Viana.

A SSP afirma que ao equipes da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) chegarem ao local, dois PMs foram feitos reféns e tiveram as armas subtraídas. Com a chega de reforços, os reféns foram liberados, as armas recuperadas e quatro indígenas foram conduzidos para a Delegacia Regional de Viana.

A SSP afirma que ao equipes da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) chegarem ao local, dois PMs foram feitos reféns e tiveram as armas subtraídas.

Com a chega de reforços, os reféns foram liberados, as armas recuperadas e quatro indígenas foram conduzidos para a Delegacia Regional de Viana.

Devido o conflito e em protesto contra as prisões, indígenas interditaram na noite desta quinta-feira, a MA-014, entre as cidades de Matinha e Viana.

Deixe uma resposta